JUBASU: Outubro 2011

terça-feira, 25 de outubro de 2011

Encha-se de Deus



A palavra Vaidade significa Vazio. Nós gastamos nossa força em busca daquilo que é vazio, aquilo que não nos preenche. A humanidade é assim, você já percebeu?? Ninguem está satisfeito, sempre queremos mais..
Mais qualificações, mais beleza, mais dinheiro, mais popularidade… O mundo é uma busca infindável por MAIS. E você já parou para pensar que essa busca é uma tentativa de preencher o espaço que está vazio dentro do nosso ser? Existe um espaço em cada um de nós que somente Deus pode preencher. A tentativa de preencher esse espaço com o que existe no mundo é como correr atrás do vento. Nós ficamos cheios de Vazio.
Essa não é a vontade do Nosso Pai. Ele não quer que nós sejamos cheios de Vento, Ele quer que nós sejamos cheios dEle.
Mas, o fato é que, aceitamos a Jesus, nos convertemos, e parece que isso não mudou. A nossa busca aparentemente é diferente, mas nos leva ao mesmo resultado: o vento!! Passamos a buscar tanto o reconhecimento dos nossos líderes, buscamos milagres, conhecimentos teológicos e continuamos cheios de Vento. Não que seja errado buscar a tudo isso, mas essa não é a essência! Nesses dias o Espírito está preparando a noiva de Cristo e Ele clama para que voltemos à Essência! Ele Clama para que nossos olhos se voltem novamente para Deus.
O Senhor está preparando uma geração disposta a buscar a face de Deus. Uma geração que Busca Mais De Deus!!Geração que Recebe Mais De Deus. Geração que não é cheia de vento, mas transborda da Presença de Deus. Uma Geração de Adoradores que adore ao Pai de verdade.
Que o Senhor nos abençoe!
Deivid Azevedo'
Retirado e adaptado do blog Filha do Rei .'

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Tire a Máscara!

     
     Vivemos em uma sociedade de aparência. As pessoas, muitas vezes, ostentam aquilo que efetivamente não são, a fim de conseguir simpatia, aprovação, respeito, enfim, vivem uma dupla realidade: uma que elas fingem, quando há interesse, e outra que é a sua verdade, nem sempre conhecida por todos.

    Essa atitude de mascarar a realidade manifesta-se de várias formas: quando se finge uma situação financeira que não condiz com sua conjuntura econômica, por pensar erroneamente que as pessoas valem pelo que têm e não pelo que são; quando se aparenta uma falsa santidade, escondendo, muitas vezes, o interesse em se exibir ou de obter vantagens indevidas, ou quando se quer preencher a ausência de Deus na vida com tudo que é efêmero, fingindo, às vezes, uma felicidade, que só se alcança realmente aos pés do Senhor.

      A grande verdade, contudo, é que podemos enganar nossos amigos, familiares, talvez, até a nós mesmos, mas nunca esconderemos de Deus quem realmente somos. Deus sabe das nossas verdadeiras intenções e de todos nossos pecados. O senhor já conhece aquilo que nos esforçamos para esconder e queremos que nunca ninguém veja. Diante de Deus, toda máscara cai.

       Quem é realmente você? Deus te conhece. Por que não tiramos as máscaras e vivemos a verdade? Se há algo em nós que nos envergonha ou que nos condena, por que não reconhecemos isso e agimos de maneira diferente? Por que não pedimos perdão e corrigimos nossos erros? Tire a máscara e busque sinceramente ao Senhor enquanto se pode achar, porque Ele pode transformar sua vida em algo novo, belo e verdadeiro.

Fiquem na paz de Cristo Jesus. 
Márcio Montilari. 

sábado, 8 de outubro de 2011

Mordi a maçã... E agora?

Olá Jubasuenses, retirei este post do site Não Morda a Maçã ... Gostei muito e espero que vcs também gostem... Além disso, visitem o site, é muito bom..!!



Vacilei, fiz besteira, viajei, acabei fazendo tudo que eu não queria.
O pior é que amo a Deus e quero agradá-lo. Não é por querer, mas sempre caio, sempre erro, e depois me sinto como o pior ser humano no mundo. Sou um pecador que precisa de misericórdia, dia após dia.
Quem passa por isso levanta a mão.
Não morder a maçã é amar a Deus.
Mas todos nós mordemos a maçã. A culpa não é só de Adão no Éden. A morte veio a todos os homens, porque todos pecaram (Romanos 5:12) . E nós lutamos contra nossa carne diariamente. Não é fácil de ser santo em uma geração corrompida, como Daniel, que decidiu não se tornar impuro com as coisas deste mundo.(Daniel 1:8)
E o que dizer de José? Imagine-o indo dormir em seu quarto, após mais um dia árduo em um país distante de sua casa. Então uma mulher linda vem à sua porta, com o perfume doce e intrigante, aquecendo seu desejo insaciável. E o que ele faz? Ele fecha a porta na cara dela.
Imagine essa cena todos os dias. Quando ele entrava em seu quarto para dormir, esta mulher misteriosa vinha para ele dizendo, “vem pra cama comigo. Estendi sobre o meu leito cobertas de linho fino do Egito. Perfumei a minha cama com mirra, aloés e canela. Venha, vamos nos embriagar de carícias até o amanhecer, vamos desfrutar das delícias do amor!” (Provérbios 7:16-17)

Mas essa não foi a pior tentação de José. Era seu dia-a-dia. (Genesis 39:10)
Agora imagine um dia normal de trabalho, em que José entra na casa para fazer seus deveres, e ali estava aquela mulher, mais sedutora do que nunca. Não havia mais ninguém na casa, e por isso não havia como evitá-la. Ela olha fixamente em seus olhos, e quando ele passa por ela, ela se aproxima vagarosamente, toca seus braços e o abraça por detrás, sussurrando aos seus ouvidos, “vem deitar comigo.”
Ele deixa a túnica do seu corpo e corre para fora da casa.
Que homem.
Esta é uma lição valiosa: fuja da prostituição e faça de tudo para evitá-la, porque sair correndo é sair ganhando.
Mas o grande problema é: como que lidamos quando caímos em tentação?
O que fazer quando vacilamos e pecamos contra Deus?
Mordi a maçã. E agora?
Deus ainda te ama. E nunca deixará de te amar.
Tudo o que Ele deseja é ter um relacionamento contigo. Os pecados nos afastam de Deus, mas existe uma solução para quando pecamos.
“Se, porém, alguém pecar, temos um intercessor junto ao Pai, Jesus Cristo, o Justo.
Ele é a propiciação pelos nossos pecados.” (1 João 2:1)
Não permita que a culpa te domine. Deus não quer nos castigar, e nem quer ver o pecador sofrendo pelos seus pecados. (Ezequiel 33:11) Ele quer te ver vivendo em um Reino de justiça, paz e alegria (Romanos14:17), Ele quer te ver feliz!
Por isso, se quebrante e busque a Jesus como o leproso, dizendo,
“Senhor, se tu quiseres, podes tornar-me limpo.” (Mateus 8:2)
E mesmo que você seja o pior dos pecadores, lembre-se das palavras de Jesus à prostituta acusada de adultério:
“Mulher onde estão aqueles teus acusadores? Ninguém te condenou?” (João 8:10,11)
“Ninguém, Senhor.”
Nem eu também te condeno; vá e não peques mais.

Escrito no site por Matheus Ortega


Deivid Azevedo!

Vitória sobre o Desânimo



Em nossa época há inúmeras coisas que podem nos levar ao desânimo. A situação se agrava quando se acrescentam os problemas pessoais.

Mas Jesus é maior que tudo! Ele nos ama e jamais permitirá que as provações sejam superiores ao que podemos suportar: "Não vos sobreveio tentação que não fosse humana; mas Deus é fiel e não permitirá que sejais tentados além das vossas forças; pelo contrário, juntamente com a tentação, vos proverá livramento, de sorte que a possais suportar" (1 Co 10.13). Como discípulos de Jesus, é importante que aprendamos a assumir uma posição interior oposta às dificuldades logo que elas aparecerem, e não deixemos que elas tomem conta de nós.

Como podemos fazer isso? Levantando bem alto o escudo da fé! Quero acentuar que isso deve ser feito "imediatamente". Em outras palavras: agradeça logo ao Senhor por estar absolutamente protegido e seguro nEle. Se Jesus Cristo tornou-se nosso Salvador e Senhor pessoal, então a cada hora, a cada minuto, estamos seguros e protegidos de verdade. Assim, lemos em Colossenses 3.3: "...porque morrestes, e a vossa vida está oculta juntamente com Cristo, em Deus." Não restam dúvidas nem incertezas!

O profeta Isaías, inspirado pelo Espírito Santo, diz a mesma coisa quando nos apresenta um quadro maravilhoso, para servir de ilustração a essa verdade tão importante: "Acaso pode uma mulher esquecer-se do filho que ainda mama, de sorte que não se compadeça do filho do seu ventre? Mas ainda que esta viesse a se esquecer dele, eu, todavia, não me esquecerei de ti. Eis que nas palmas das minhas mãos te gravei; os teus muros estão continuamente perante mim" (Is 49.15-16). Deus estava em Cristo e nos reconciliou consigo mesmo. Isso aconteceu na cruz do Calvário, onde literalmente fomos gravados nas palmas de Suas mãos! E este mesmo Deus maravilhoso tem nossos "muros" continuamente diante de Si! Ele sabe das nossas limitações, das nossas mudanças de humor e das nossas falhas! Ele conhece nossas ansiedades e angústias. E através de Sua Palavra Ele nos anima, dizendo: "Eu fiz tudo por você porque o amo. Confie em mim! Não fique olhando apavorado ao seu redor – levante seus olhos para mim! Eu sou o Autor e o Consumador de sua fé!"

Segure novamente as mãos traspassadas de Jesus: numa decisão cheia de fé, lance todas as suas angústias sobre Ele, que se preocupa com você e cuida de você: "lançando sobre ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós" (1 Pe 5.7)
(Elsbeth Vetsch –http://www.aPaz.com.br)

Deivid Azevedo!

Posso estar pagando pelos erros dos meus pais?



Um dos grandes problemas de algumas pessoas é a recusa de assumir as suas próprias responsabilidades. Muitos preferem colocar a culpa de suas falhas e de seus problemas nos outros, especialmente nos pais ou nos antepassados. Apesar de ser verdade que podemos receber más influências de nossos pais, a Bíblia é muito clara em afirmar que todos nós temos responsabilidade individual por nossos próprios atos e escolhas. Cada um dará conta de si mesmo a Deus (Romanos 14:12). É fato que minhas atitudes podem influenciar negativamente meus descendentes, mas todos nós temos o privilégio e a responsabilidade de fazermos escolhas de maneira correta. 
Reflexão: - Você já viu alguém que tem tudo na vida desperdiçar suas chances e tornar-se um miserável?
               - Você conhece alguém que teve tudo para ser um fracasso e conseguiu ser um vencedor?
               - O que acontece alguém que procura comodamente culpar os seus pais pelo seu fracasso?
Certamente esta é mais uma forma que as pessoas usam para fugir de suas responsabilidades. Isto é, achar que esteja pagando pelos pecados dos pais ou antepassados. 
É verdade que a Bíblia diz que Deus visita "a iniquidade dos pais nos filhos até a terceira e quarta geração" (Êxodo 20:5). Vamos entender esse texto.
1. A iniquidade está ligada à perversidade, à injustiça. É não reconhecer o direito que Deus tem sobre o que Ele está pedindo que se faça ou não faça.
2. A expressão "terceira e quarta geração" é idiomática e transmite a ideia de continuidade.
3. A quem se aplica? Aos que aborrecem a Deus com o pecado de idolatria. No mesmo versículo o Senhor diz que Ele é "Deus zeloso", que significa "ciumento". Mas não é um sentimentalismo da parte de Deus, mas sim Sua atitude para com aqueles que quebram a aliança ao procurar outros deuses, esquecendo-se que Deus exige exclusividade: "Eu sou o Senhor, este é o meu nome; a minha glória, pois, não darei a outrem, nem a minha honra, às imagens de escultura" (Is 42:8)
Alan Cole lembrou que este mundo pertence a Deus, e estamos envolvidos uns com os outros. Então, qualquer violação da lei de Deus numa geração fatalmente afetará as gerações futuras. Por exemplo: escravidão, exploração, tirania, poluição, imoralidade, etc. O que chamamos de resultados naturais são apenas uma expressão da lei de Deus, punindo a desobediência à Sua palavra (Êxodo - introdução e comentário, Vida Nova).
Não podemos passar a vida culpando os antepassados, mas também não podemos nos esquecer de semear boas coisas aos nossos filhos e futuras gerações.

Retirado do blog Jovens Marcados

Deivid Azevedo!

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Amizade Verdadeira!



Quando se fala de amizade hoje em dia, nota-se que a maioria de pessoas tem dificuldade em criar amizades por falta de confiança. As pessoas estão totalmente envolvidas num sentimento de medo de se entregar a amizade, dando vista aos grandes números de vigaristas que se dão de amigos enquanto tem algo para ganhar.
Uma boa noticia é que ainda existem amigos verdadeiros, e o motivo que os une vai alem de interesses seja de que natureza for, então o que poderia motivar alguém de ter amizade sincera? Uma amizade que mesmo na tristeza não terá duvidas de ser amizade.
Esta motivação só poderia vir de alguém que realmente nos quer bem, não é? E a motivação que une as pessoas numa amizade verdadeira, é fazer parte do Reino de Deus. Quando se fala em amizade cristã tudo fica diferente. Quem tem Jesus no coração tem uns amigos totalmente diferentes e esta diferença não vem de nós e sim do amor de Deus que esta dentro de nós.
Amigo não é só aquele que te levanta mais sim aquele que não te deixa cair. Aprendemos numa das lições passadas que Deus nos criou seres sociais, devemos buscar os relacionamentos uns com outros assim como aprendemos na palavra de Deus em Atos 14.21-22: E, tendo anunciado o evangelho naquela cidade e feito muitos discípulos, voltaram para Listra, e Icónio e Antioquia,
22 Confirmando os ânimos dos discípulos, exortando-os a permanecer na fé, pois que por muitas tribulações nos importa entrar no reino de Deus.
A nossa vida não será só um mar de rosas alem das felicidades teremos de enfrentar provações, tribulações e por isso e importante ter amigos para nos ajudar uns aos outros e lembrar sempre que nos somos a grande FAMILIA DE DEUS: Efésios 2.19: Assim que já não sois estrangeiros, nem forasteiros, mas concidadãos dos santos, e da família de Deus.
Achei este vídeo LEGENDADO da música AMIZADE - 4 por 1..... Muito Liinda...... Vejam!!!





Há amigos mais chegados que um irmão - Provérbios 18.24

Deivid Azevedo!

Eu e Deus?



Eu e Deus... Ou Deus e Eu?

Grande parte da nossa vida corremos de um lado para outro por entre os dias, e nem nos apercebemos da beleza à nossa volta. Não nos apercebemos de quem está ao nosso lado, nem paramos para agradecer ou ajudar.

A maior parte dos dias vivemos olhando para nós próprios. Eu quero mais disto e daquilo. Sempre mais. uma ânsia enorme de ser o melhor, de ser o mais rápido, de ter cada dia mais. Eu e o meu dinheiro. Eu e a minha vida. Eu e a minha profissão. Eu e a minha fé. Eu e o meu Deus…
Temos uma tendência para enquadrar as coisas na nossa vida conforme nos dá mais jeito. Enquadramos Deus num espacinho pequeno, quase sempre perto do último lugar. Como um talismã, para dar sorte.  E depois dizemos, tentando convencer quem nos ouve e a nós próprios: “Eu cá sigo Deus à minha maneira”…
Mas segue mesmo? E o que quer dizer com “à minha maneira”?
Num relacionamento entre duas pessoas não pode existir o “à minha maneira”. Porque entre duas pessoas, tem que ser  sempre “à maneira do outro”, caso contrário, esse relacionamento estará condenado ao fracasso. O marido não pode aparecer em casa uma ou duas vezes por ano, estar com a esposa 20 minutos e dizer-lhe (ao sair pela porta fora): “eu amo-te à minha maneira”… Ela não compreenderia esse amor. Aliás, essa atitude não demonstra amor verdadeiro.
E não o podemos seguir “à nossa maneira”. Tem que ser “à maneira dele”.
O mais importante é Deus. Eu venho a seguir, em segundo lugar, porque quem está em primeiro lugar na minha vida é ele.

Deivid Azevedo!

Amor Incondicional!


Você já parou para pensar no amor de Deus para com seus filhos?
Quantos de nós seriamos capaz de entregar um filho para salvar o mundo? 

Queridos, estive refletindo esses dias na facilidade em que temos de magoar as pessoas que nós mais amamos. Simplesmente falamos coisas que não devíamos, tomamos decisões erradas, e o pior de tudo, fazemos isso com quem nos ama. Acho que devemos entender o verdadeiro AMOR, aquele amor incondicional que Deus sente por nós. Vejamos como é o Amor de Deus: 

Quando vamos a Cristo, Deus não apenas nos perdoa, como também nos adota. Através de uma série de eventos dramáticos, passamos de órfãos condenados sem nenhuma esperança a filhos adotados sem qualquer medo.

Veja como acontece: você chega perante a cadeira de julgamento de Deus cheio de erros e rebeliões. Por causa de sua justiça, Ele não pode deixar de lado o seu pecado, mas por causa de seu AMOR, Ele não pode deixar você de lado.

Então, num ato que atordoa os céus, Ele PUNE a si mesmo sobre a CRUZ, por seus pecados. A justiça e o amor de Deus são igualmente honrados. E você, criação de Deus, é perdoado. 

Entretanto, a história não termina com o perdão de Deus, precisamos servi-lo e nos entregarmos a Ele de maneira incondional, temos que honrá-lo e confessarmos nossos pecados, por que Ele é justo para nos perdoar e purificar nossa vida. 

Precisamos Matar o velho homem todos os dias, para que o pecado não domine as nossas Vidas. Temos que amar nossos irmão, assim como  Deus nos amou.

Márcio Montilari

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Fechando as Brechas!


A bíblia deixa bem claro que vivemos numa luta espiritual constante. A todo tempo, somos atordoados com investidas de satanás que tentam nos desestabilizar e quebrar nossa comunhão com Deus, a fim de destruir nosso futuro. Portanto, devemos permanecer sempre alertas, não permitindo brechas em nossas vidas.

O que seriam, então, brechas? Elas são quaisquer atitudes, pensamentos ou circunstâncias que nos deixam vulneráveis e nos colocam em uma posição de fragilidade diante do pecado.
    
Assim como somos biblicamente advertidos que o diabo nos rodeia, procurando a quem tragar, não podemos permitir, nas nossas vidas, tais brechas.
Há, por exemplo, locais ou companhias que sempre nos lembram ou nos atraem ao pecado e que, portanto tais locais precisam ser deixados e companhias, ás vezes, ainda que por um tempo, devam ser evitadas. Os pensamentos também são uma armadilha, por isso a bíblia nos manda em Filipenses  4:8, preencher a nossa mente com aquilo que é puro, honesto e de boa fama.
                                                                                                                                                        Ao invés de dar brechas para o inimigo de nossas almas, devemos fazer o que a bíblia em Efésios, capítulo 6, nos ensina, fortalecer-nos no Senhor e nos revestir de toda a armadura de Deus. Dentre outras coisas, isso significa manter-se firme na fé, alicerça-se na palavra de Deus, ORAR e VIGIAR continuamente.
                                                                                                                                                      Qual tem sido seu procedimento? Você tem permitido brechas na sua vida? Decida, incansavelmente, fortalecer-se no Senhor, FECHE AS BRECHAS e revista-se de toda a armadura de Deus, para que possas estar firme e forte contras as astutas ciladas de satanás e Lembrem-se sempre que precisamos ter uma vida consagrada ao Senhor, uma vida no altar!

Márcio Montilari! 

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Se Deus é por nós quem será contra nós?


Mas, e se Deus for contra nós? 
Será que Deus pode ir contra nós?
A resposta é sim. Sabe o que faz Deus ser contra nós?

Vamos começar relembrando uma história da Bíblia. Em Josué capítulo 7 a Palavra conta a história de um homem chamado Acã. O Livro de Josué é um livro de vitórias, onde o povo de Israel liderado por Josué, conseguiu derrotar e conquistar as terras de vários inimigos, por vezes muito mais poderosos que os Israelitas, com a ajuda do Senhor.

Deus ordenou ao seu povo, que quando eles conseguissem a vitória e derrotassem seus inimigos, eles não podiam levar nada... nem prata, nem ouro, nem ídolos, nem os animais. Esse era o pacto que Deus fez com Israel.

Mas, quando Josué levantou seu exército para lutar contra a cidade de Ai, o Senhor Deus não lhes deu a vitória, porque Acã tinha quebrado o pacto com o Senhor quando furtou e escondeu as coisas alheias em sua tenda.

Assim, Deus mandou que Josué identificasse o homem que tinha feito isso, pois Deus iria castigá-lo. De tal modo,  Acã reconheceu que tinha pecado contra Deus e seu fim foi o apedrejamento, dele e de sua família até a morte.

Queridos, o que podemos aprender com essa história é que Deus abomina o pecado oculto, o pecado não tratado, observe que Acã roubou e não revelou para ninguém o que tinha feito, pelo contrário, ele escondeu, e só falou depois que Josué o apontou diante da multidão. Do mesmo jeito acontece hoje, muitos crentes tem cometido pecados e tem se escondido, é fervoroso na igreja e fora dela é totalmente estranho e indiferente. Deus quer nos tratar, nos restaurar, por isso é importante que nós confessemos nossos pecados ao Senhor, pois só Ele é digno de receber nosso arrependimento para o perdão dos pecados. Além disso, se o seu pecado oculto envolve outras pessoas, é bom que além de receber o perdão de Deus, possamos pedi-lo aos nossos irmãos, a fim de que Deus possa nos tratar, de modo a não mais pecarmos contra o Senhor.

Deus é contra nós quando não procuramos tratar nossos pecado secretos, àqueles que nós cometemos quando ninguém está olhando. Aquela traíção da esposa ou do marido, aquele sexo fora do casamento, aqueles palavrões na turminha da escola, aquele relacionamento homossexual escondido, enfim, precisamos confessar nossos pecados e nos esforçar a não cometê-los, pois assim como aconteceu com Acã, Deus pode permitir que as nossas máscaras caiam diante de todos, afinal de contas, Deus não se deixa escarnecer. E se Ele fizer isso, dê GLÓRIA A DEUS, pois ele está demonstrando o quanto te ama.

Pregação do Pr. Agustus Nicodemus.

Márcio Montilari.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...