JUBASU: 2011

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Como Posso Perdoar?



O pecado danifica as relações entre as pessoas como prejudica nossa relação com nosso Criador. A pessoa contra quem se pecou frequentemente se sente ferida, talvez irada pela injustiça do pecado cometido. O perdão é necessário para a cura espiritual da relação, mas precisamos preparar nossos corações para perdoar. 

Precisamos aceitar a injustiça do ferimento, a deslealdade do pecado, e ficarmos prontos para perdoar (observe os exemplos de Jesus e Estevão; Lucas 23:34; Atos 7:60). Mesmo se o pecador se recusar a se arrepender, não podemos continuar a nutrir a raiva, ou ela se tornará em ódio e amargura (veja Efésios 4:26-27,31-32). Ainda que o pecador possa manter sua posição como transgressor por causa de sua recusa a se arrepender, seu pecado não deverá dominar meu estado emocional.

E se o pecador se arrepender? Como posso aprender a perdoar? Jesus contou uma parábola sobre um servo que devia uma quantia enorme (10.000 talentos) ao seu rei (Mateus 18:23-35). Ele era incapaz de pagar a dívida e implorou ao rei por compaixão. O rei perdoou-o por sua enorme dívida, mas este servo prontamente saiu e encontrou um dos seus companheiros servos que devia a ele uma quantia relativamente pequena e exigiu pagamento, agarrando-o pelo pescoço. Ainda que o companheiro de servidão implorasse por compaixão, o credor entregou-o à prisão. Quando o rei foi informado dos atos de seu servo incompassivo, irou-se e reprovou este servo, entregando-o aos torturadores até que ele pagasse totalmente sua dívida. 

É claro que estamos representados na parábola pelo servo que tinha uma dívida enorme. Não há comparação entre as ofensas que temos cometido contra Deus e aquelas que têm sido cometidas contra nós. Jesus observou que, justo como no caso do servo não misericordioso, o Pai não nos perdoará por nossas infraçõe se não perdoarmos nossos companheiros (18:35; veja também Mateus 5:7).

Para nos prepararmos para perdoar, precisamos lembrar que nós mesmos somos pecadores e necessitados do perdão divino (Romanos 3:23). No caso do cristão, Deus já lhe perdoou uma imensa dívida no momento do batismo. Quando nos lembramos da grandeza da dívida que Deus quer nos perdoar, certamente podemos perdoar aqueles que nos devem muito menos em comparação (Efésios 4:32; Colossenses 3:13).

por Allen Dvorak

Deivid Azevedo.

Está Chegando o Natal


Um momento doce e cheio de significado para as nossas vidas.

É tempo de repensar valores, de ponderar sobre a vida e tudo que a cerca.
É momento de deixar nascer essa criança pura, inocente e cheia de esperança que mora dentro de nossos corações.

É sempre tempo de contemplar aquele menino pobre, que nasceu numa manjedoura, para nos fazer entender que o ser humano vale por aquilo que é e faz, e nunca por aquilo que possui.

Noite cristã, onde a alegria invade nossos corações trazendo a paz e a harmonia.

O Natal é um dia festivo e espero que o seu olhar possa estar voltado para uma festa maior, a festa do nascimento de Cristo dentro de seu coração.

Que neste Natal você e sua família sintam mais forte ainda o significado da palavra amor, que traga raios de luz que iluminem o seu caminho e transformem o seu coração a cada dia, fazendo que você viva sempre com muita felicidade.

Também é tempo de refazer planos, reconsiderar os equívocos e retomar o caminho para uma vida cada vez mais feliz.

Teremos outras 365 novas oportunidades de dizer à vida, que de fato queremos ser plenamente felizes.

Que queremos viver cada dia, cada hora e cada minuto em sua plenitude, como se fosse o último.

Que queremos renovação e buscaremos os grandes milagres da vida a cada instante.
Todo Ano Novo é hora de renascer, de florescer, de viver de novo.

Aproveite este ano que está chegando para realizar todos os seus sonhos!

Primeira Igreja Batista em Sumé

Deixando a Máscara Cair


“A máscara, se lhe dermos tempo, passa a ser o próprio rosto.” Marguerite Yourcenar.

Para cada um de nós chega o dia em que temos de tirar a roupa e nos expor, se quisermos ser curados.
É preciso que tiremos a roupa para que a doença apareça. Não a doença visível a todos, mas aquele mal escondido sob a fachada religiosa que mantemos diante de todos, e que os faz pensar que somos o que não somos. Deus quer nos tratar, nos livrar dessa hipocrisia.

Em Mateus 8.2-3 Jesus curou dez leprosos, mas só um voltou para agradecer, e que o fez não só experimentar a cura exterior, mas também a do coração, interior. (Lucas 17.11-19)

Todos nós enfrentamos situações em que somos tentados a passar uma imagem falsa do que somos. Mas Deus nos quer limpos.

Infelizmente, muitos que se dizem convertidos vivem vida dupla. Na igreja são uma benção. Na faculdade, no trabalho, vivem nas rodas contando piadas imorais. Gostam da pornografia, da imoralidade, são maus pagadores, dão cheque sem fundo um atrás do outro. O nome nem está mais no S.P.C., já foi parar no fichário do inferno. Estão-se acostumando a levar duas vidas.

Como é doloroso a gente se expor. Pior é continuar levando duas vidas. Deus deseja curar-nos para que consigamos ser tudo que vinhamos tentando ser com nossas próprias forças.

Só aqueles que convivem conosco sabem quem somos de fato. Precisamos deixar de ser “o grande” e sermos “o servo” para nossa família. Precisamos parar de bancar o herói.

Temos que reconhecer perante os homens que somos pequenos e falhos, para que sejamos grandes aos olhos de Deus.

Acheguemo-nos a Jesus sem vanglória, vamos expor perante ele a nossa lepra, seja ela o que for.

Davi tentou ocultar seu pecado, e isso o fez adoecer, só depois que expôs perante Deus e admitiu que estava “leproso”, experimentou purificação e perdão. (Salmos 32 e 51)

Esse é o maior desafio de Deus, fazer o homem tirar sua máscara para curá-lo.

Que o Senhor te abençoe...

Deivid Azevedo.

Texto adaptado por mim do Blog Eu, Tu e Ele Fazendo a Diferença!

Decepções: Como vencer?


João 11.32 “Tendo, pois, Maria chegado onde Jesus estava, e vendo-o, lançou-se aos seus pés, dizendo-lhe : Senhor, se tu estivesse aqui, meu irmão não teria morrido.” 

Quem nunca teve uma decepção? Acredito que você, que está lendo este Bate Papo do Céu lembrou de algumas decepções, com os melhores amigos, parentes, irmãos em Cristo e com outras pessoas. Mas o que é decepção? Decepção é desilusão, engano. Quando você é enganado ou desiludido por qualquer situação que você não esperava, o desespero a tristeza bate no seu coração. A pergunta que vem em primeiro lugar em nossa mente é:

- Como pode acontecer isto comigo?
- Como aquela pessoa pode ter a coragem de tomar esta atitude?

A vida é cheia de decepções. No casamento, na vida profissional, na amizade de muitos anos, naqueles que consideramos irmãos para qualquer situação, em todas as pessoas e nas melhores famílias a decepção pode pregar um susto. No entanto, no mundo em que vivemos, as pessoas para esquecerem as suas decepções partem para outras atitudes que ao invés de ajudar, trazem outros problemas.

Se você está decepcionado com qualquer situação, procure ir a alguém que pode resolver o seu problema e curar esta ferida que foi feita na sua alma. Não confie em homens! Não confie na força do poder humano! Só Jesus pode passar um balsamo nesta situação em que você vive. Ele sempre terá uma palavra de conforto, carinho e de encorajamento para você: O primeiro passo para vencer as decepções é ir a Jesus. Pois ele é o caminho para Deus, o intermediário entre Deus e os homens, Ele é a verdade que você precisa e a Vida, uma vida abundante e não angustiada.

Quer maior decepção que um amigo mais chegado ou um parente deixar você na hora mais difícil da sua vida? Mesmo que isto aconteça, Deus não irá te desamparar. Deus ainda tem palavras de animo para você! II Corintios 4, diz: Em tudo somos atribulados, mas não angustiados; perplexos, mas não desanimados. Perseguidos, mas não desamparados; abatidos, mas não destruídos; Você pode estar em tribulação, mas esta tribulação não vai angustiar o seu coração por muito tempo, porque o seu choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã!

Que Deus te abençoe..

Deivid Azevedo.

Texto adaptado por mim, do site VIVOS!

sábado, 17 de dezembro de 2011

A Nova e Triste Geração de Evangélicos...


Creio que assistindo a esse vídeo, não seja preciso pôr mais nenhuma legenda neste Post..
Espero que a sua vida seja grandemente abençoada após ver este vídeo...

Deivid Azevedo!

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Estátuas de Sal

“Os que deveriam salgar a terra estão virando estátuas de sal. Os que deveriam ser o tempero do mundo, estão temperando seus próprios desejos, vivendo para sua própria gloria.”


A história de Ló é muito relevante para nossos dias. Ele era um homem justo, que brilhava no meio da cidade perversa de Sodoma.
Quando os dois anjos chegaram para avisá-lo sobre a destruição da cidade, ele ofereceu acomodação para eles, e deu tudo de melhor que tinha. Ele era um homem que temia a Deus, apesar de viver no meio de pessoas impuras.
Vivemos em um mundo perverso.
Uma das passagens mais chocantes da Bíblia é essa:
“Todos os homens de toda parte da cidade de Sodoma, dos mais jovens aos mais velhos, cercaram a casa. Chamaram Ló e lhe disseram: “Onde estão os homens que vieram à sua casa esta noite? Traga-os para nós aqui fora para que tenhamos relações com eles”. Ló saiu da casa, fechou a porta atrás de si e lhes disse: “Não, meus amigos! Não façam essa perversidade!” (Gen. 19:5,6)
O resultado dessa perversidade foi a cegueira. Os anjos cegaram a todos os homens que queriam fazer essa obcenidade, e então avisaram a Ló que iriam destruir aquela cidade. Eles disseram: “as acusações feitas ao Senhor contra este povo são tantas que ele nos enviou para destruir a cidade”.
Os anjos puxaram Ló, sua mulher e duas filhas da cidade, porque teve misericórdia deles, e disseram a eles: “Fujam por amor à vida!”.
Meu querido, persevere no Compromisso de Jó. Fujam da imoralidade sexual. Todos os outros pecados que alguém comete, fora do corpo os comete; mas quem peca sexualmente, peca contra o seu próprio corpo.” (1 Cor. 6:18)
Depois de mostrar sua misericórdia com Ló, Deus fez chover do céu fogo e enxofre sobre Sodoma e Gomorra. Ele destruiu todas as edificações, vegetação e habitantes. A família de Ló foi salva, mas um fato muito interessante aconteceu:
“Mas a mulher de Ló olhou para trás e se transformou numa estátua de sal.” (Gen. 19:26)
Nós, que conhecemos a Cristo, temos duas opções na vida:
1. Salgar a terra e sermos luz no mundo; 2. Não salgar a terra e virarmos estátuas de sal;
A pessoa que vira uma estátua de sal é aquela que já conheceu ao amor de Deus, já foi salva da morte e do castigo, mas sente saudade do mundo. Sente vontade de voltar a viver desfrutando dos prazeres deste mundo, curtindo a vida sem limites ou reverência a Deus.
Em Lucas 17:32, Jesus diz uma frase que muitos nem sabem que existe: “lembrem-se da mulher de Ló!”
Cuidado para não virar uma estátua de sal
, esquentando bancos de igrejas, lendo a Bíblia e não pondo em prática, dizendo ser cristão e não amando ao seu próximo. O Evangelho é sempre sobre o “outro” e nunca sobre “mim”. Abra seus olhos e veja que você é chamado para brilhar neste mundo e fazer a diferença, ser os braços de Cristo e ajudar o necessitado, olhar para frente e perseverar na fé.
Se você quiser, junte-se a mim e faça esta oração:
“Meu Deus, me ajude a fugir da prostituição antes que o juízo venha, e que eu não olhe para trás enquanto fujo. Que eu não seja como a mulher de Ló, que virou uma estátua de sal por desejar as coisas deste mundo. Que eu seja como Moisés, que preferiu ser maltratado com o povo de Deus do que desfrutar dos prazeres do pecado por algum tempo. Ajuda-me a viver o Evangelho verdadeiro, renunciando a minha carne e vivendo por Ti. Amém.”


Deivid Azevedo!

Fonte: Não Morda a Maçã 
 

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Decepcionado com Deus?

 
Salmo 25

A decepção espiritual é um dos temas do poeta neste salmo.
Em sua fé, ele afirma a impossibilidade de Deus decepcionar alguém: “Nenhum dos que esperam em ti ficará decepcionado; decepcionados ficarão aqueles que, sem motivo, agem traiçoeiramente" (verso 3).
Assim mesmo, ora para que Deus não o decepcione. “Guarda a minha vida e livra-me! Não me deixes decepcionado, pois eu me refugio em ti” (verso 2).
Esta ambivalência deixa claro que, mesmo os crentes, podem ficam decepcionados com Deus.
A experiência do salmista e a nossa nos leva a perguntar:

1. Por que nos decepcionamos com o Senhor?

1.1. Nós nos decepcionamos com o Senhor porque confundimos os nossos caminhos (nossas escolhas) com os caminhos dEle. Quando agimos assim, perdemos a convicção de “todos os caminhos do Senhor são amor e fidelidade para com os que cumprem os preceitos da sua aliança” (verso 10).
Precisamos aprender a ser responsáveis pelas escolhas que fazemos. Que culpa tem Deus se eu dirijo além do limite de velocidade ou se ultrapasso um sinal vermelho?

1.2. Nós nos decepcionamos com o Senhor porque esperamos nos homens, com expectativas por vezes irrealizáveis sobre eles. Por isto, o salmista nos adverte a confiarmos em Deus (verso 3 --  “Nenhum dos que esperam em ti ficará decepcionado... e não em ser humano algum. Sabemos de cor o conselho de Jeremias: "Assim diz o Senhor: `Maldito é o homem que confia nos homens, que faz da humanidade mortal a sua força, mas cujo coração se afasta do Senhor'" (Jeremias 17.5).

1.3. Nós nos decepcionamos com o Senhor porque agimos pela recompensa... e nos achamos merecedores de receber mais. Neste salmo, não é clara a promessa bíblica? Aquele que teme o Senhor “viverá em prosperidade, e os seus descendentes herdarão a terra”. (verso 13). Esta é uma grande dificuldade. Mesmo quando as vítimas são outras, ficamos decepcionado. Quando uma pessoa íntegra e boa contrai um câncer, tendemos a interpretar: "se isto acontecesse com uma pessoa ruim, mas com uma pessoa boa...". Achamos que estamos diante de uma injustiça. Nós nos decepcionamos com o Senhor quando nos cansamos dos açoites da injustiça.
Mesmo que a recompensa venha, quando agimos porque ele virá, estamos longe de um relacionamento saudável com Deus.
 
1.4. Nós nos decepcionamos com o Senhor porque queremos todas as respostas.
Deus tem segredos. Tendemos a nos esquecer que “as coisas encobertas pertencem ao Senhor, o nosso Deus, mas as reveladas pertencem a nós e aos nossos filhos para sempre, para que sigamos todas as palavras desta lei” (Deuteronômio 29.29). Não nos bastam as reveladas?
Não sabemos porque algumas orações são respondidas exatamente conforme os nossos pedidos e outras não o são. E qual o problema de não sabermos todas as respostas?
Não alcançamos os pensamentos de Deus, como Ele mesmo nos diz: “Pois os meus pensamentos não são os pensamentos de vocês, nem os seus caminhos são os meus caminhos”.  Na verdade, “assim como os céus são mais altos do que a terra, também os meus caminhos são mais altos do que os seus caminhos, e os meus pensamentos, mais altos do que os seus pensamentos" (Isaías 55.8-9). Na verdade. "ninguém conhece os pensamentos de Deus, a não ser o Espírito de Deus" (1Coríntios 2.11).
Não estamos, portanto, à altura de alcançar os segredos de Deus. Paulo narra sua experiência espiritual: "Conheço um homem em Cristo que há 14 anos foi arrebatado ao terceiro céu. Se foi no corpo ou fora do corpo, não sei; Deus o sabe. E sei que esse homem, se no corpo ou fora do corpo, não sei, mas Deus o sabe, foi arrebatado ao paraíso e ouviu coisas indizíveis, coisas que ao homem não é permitido falar”  (1Coríntios 12.2-4).

 Devemos parar um pouco para pensar: "Será que eu deveria estar decepcionado com Deus? Ou será que Deus é quem deveria estar decepcionado comigo, pelos meus erros e falhas?"

Que o SENHOR nos abençoe..!
Deivid zevedo!!!


Autor: Israel de Azevedo

terça-feira, 22 de novembro de 2011

Deus não faz nada pela Metade

Ele [Deus] é fiel e justo em tudo o que faz.
Salmo 111.7 (NTLH)

O Senhor nunca faz a obra pela metade. Lembremos da história do cego de Betsaida, registrada em Marcos 8.22-26. Ao chegar naquela cidade, Jesus se deparou com um cego rogando-lhe por sua cura. Na mesma hora, o Filho de Deus impôs Suas mãos sobre aquele homem e perguntou se ele conseguia ver alguma coisa. Logo, obteve como resposta: vejo os homens, pois os vejo como árvores que andam (Mc 8.24). Mais uma vez Jesus tocou aquele cego, sendo ele plenamente curado.

Notemos que o Senhor não se contentou em saber que aquele homem só havia recuperado parte de sua visão. Cristo fez questão de verificar se ele estava enxergando perfeitamente bem. Ao perceber que não, mais uma vez Jesus interveio a favor daquele cego com Suas mãos poderosas.
assim Deus age conosco. Ele não faz nada pela metade! Em filipenses 1.6, Paulo disse: aquele que em vós começou a boa obra a aperfeiçoará até ao Dia de Jesus Cristo.

Não nos deixemos ser levados pela incredulidade ou pelo conformismo, achando que não receberemos a bênção completa do Senhor. ele não descansará até completar a boa obra na vida de Seus filhos.

Deivid Azevedo!

((Palavra de Vitória 2 - Devocional))

Reconhecendo o Erro


Então, disse Davi a Natã: Pequei contra o Senhor.
E disse Natã a Davi: Também o Senhor traspassou o teu pecado; não morrerás.
2 Samuel 12.13

Nesse texto bíblico, há uma importante lição para aqueles que desejam crescer diante de Deus e dos homens. Davi havia cometido um adultério e um homicídio. Confrontado pelo profeta Natã, o rei de Israel reconheceu o seu pecado e pediu perdão a Deus. Foi assim que alcançou perdão e restauração.
Com isso aprendemos que não devemos encobrir os nossos erros nem inventar desculpas para eles. É melhor reconhecer as nossas falhas e aprender com elas, pois só assim teremos credibilidade e alcançaremos a maturidade.
Entretanto, não basta apenas reconhecer os próprios erros, pecados e atos que desagradam a Deus. É preciso confessá-los e deixá-los, a fim de alcançar misericórdia, pois o que encobre as suas transgressões nunca prosperará; mas o que as confessa e deixa alcançará misericórdia (Provérbios 28.13).
Quantos desejam alcançar as misericórdias de Deus, mas querem continuar pecando, errando o alvo! Quantos olham para trás, para sua vida pregressa, e transformam-se em "estátuas de sal", sem vida, como a mulher de Ló (Gênesis 19.26)! Contudo, só os que se humilham aos pés do Senhor em busca do perdão divino, com um coração quebrantado e verdadeiramente arrependido, dispostos a mudas, são levantados por Deus e para uma vida vitoriosa e cheia do espírito Santo. Sejamos, pois, como estes!

Que o Grandioso Deus a quem servimos nos ajude a cada dia termos um coração mais quebrantado, reconhecendo as nossas falhas e erros, e nos humilhando aos seus pés, buscando renovação.

Que Deus nos abençoe.!

Deivid Azevedo!

((Palavra de Vitória 2 - Devocional))

Nunca seremos abandonados por Deus

Porque ele disse: Não te deixarei, nem te desampararei.
Hebreus 13.5

Se em algum momento nos sentirmos sozinhos, desanimados, cansados e emocionalmente esgotados, lembremo-nos da promessa do Senhor: Não te deixarei.
Escrevendo aos cristãos em Corinto, o apóstolo Paulo falou: Em tudo somos atribulados, mas não angustiados; perplexos, mas não desanimados; [...] abatidos, mas não destruídos; trazendo sempre por toda parte a mortificação do Senhor Jesus no nosso corpo, para que a vida de Jesus se manifeste também em nossos corpos (2 Coríntios 4.8-10).
Se buscarmos o Pai e pedirmos que Ele tire do nosso coração toda a ansiedade, todo o medo, toda a tristeza, dando-nos força, paz, alegria, nenhuma aflição, perturbação, enfermidade ou afronta do diabo poderá deter a nossa jornada com Deus.

Que a cada dia nós possamos pedir ao Senhor que nos dê o entendimento necessário para compreendermos que as tribulações são uma oportunidade para aprofundarmos nossas experiências com Ele e provarmos da Sua infinita graça, porque estou certo de que nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as potestades, nem o presente, nem o porvir, nem a altura, nem a profundidade, nem alguma outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus, nosso Senhor (Romanos 8.38,39).

Que o nosso Deus nos cubra de bênçãos e nos faça reconhecer a Sua grandeza em nossas vidas...

Deivid Azevedo!

((Palavra de Vitória 2 - Devocional))

O Preço da Vitória


Esforçai-vos, e animai-vos; não temais, nem vos espanteis diante deles, porque o SENHOR, vosso Deus, é que vai convosco...
Deuteronômio 31.6

Conquistar, vencer, alcançar o sucesso, ser bem-sucedido. Qual de nós não almeja isso? Sempre desejamos o triunfo, o êxito. Isto é natural ao ser humano. É claro que alguns buscam mais, e outros menos. Mas, de uma maneira geral, queremos a realização pessoal.

Agora, pare para pensar: você acha que as vitórias chegam prontas para nós? Claro que não! É bem verdade que, algumas vezes, se for da vontade de Deus, somos presenteados com bênçãos inesperadas, sem fazermos absolutamente nada. No entanto, não podemos tomar isto como regra. Na Bíblia, há vários casos de homens - Davi, Neemias, Paulo - que se esforçaram muito, ousaram, foram determinados, e saíram vencedores, sempre guiados pelo Senhor.
Para obtermos êxito, é preciso estabelecer metas tangíveis e tomar algumas atitudes, pagar um preço. Não é fácil! Dá trabalho, demanda esforço e cansa. É necessário estar disposto a ser perseverante, persistente, não se abater, ter ânimo e fé para ver além das circunstâncias.

O que você tem sonhado? É algo real, coerente, possível, tem fundamento? Use a cabeça, raciocine para escolher os caminhos e os alvos corretos a seguir. Não se esqueça: para alcançar a vitória, é preciso ter coerência nos sonhos e a aprovação e direção de Deus.

Que o Senhor nos abençoe!
Deivid azevedo!

((Palavra de Vitória 2 - Devocional))

terça-feira, 15 de novembro de 2011

Escolhendo Amigos

Em todo o tempo ama o amigo, e na angústia nasce o irmão.
Provérbios 17.17


Deus criou o homem para compartilhar, ajudar, dividir, cooperar.

Construa relacionamentos saudáveis. Aprenda a elogiar as pessoas e a investir nelas. Não deixe que ninguém se aproxime de você triste e vá embora sem se sentir melhor e mais feliz.

Seja a expressão viva do amor de Deus. Permita que haja gentileza no seu olhar, no seu sorriso, nas suas palavras, no seu tom de voz.


Procure colocar-se no lugar dos outros, e não irá magoar as pessoas com tanta facilidade.

Busque amizades sinceras e duradouras. Elas podem ajudá-lo a conhecer-se melhor e a crescer!

Seja sábio e peça sempre ao Senhor para ajudá-lo a escolher suas amizades, porque o seu sucesso depende também de com quem você está associado!

Deivid Azevedo!

((Palavra de Vitória 2 - Devocional))

Coração Compassivo

E vos darei um coração novo e porei dentro de vós um espírito novo..
Ezequiel 36.26


Um homem, sentado perto de uma fogueira, conversava com o seu fiel amigo sobre o modo como os cristãos devem tratar os seus semelhantes: "Você sabe que devemos obedecer à regra áurea ensinada por Jesus Cristo, tratando os outros como gostaríamos que nos tratassem?", perguntou. "Mas isso é impossível!", exclamou o amigo. "Não é! Mas isso só é possível se Deus der ao ser humano um coração novo". Ele se referia à promessa de Deus em Ezequiel 36.26,27: Dar-vos-ei coração novo e porei dentro de vós espírito novo; tirarei de vós o coração de carne. Porei dentro de vós o meu Espírito e farei que andeis nos meus estatutos, guardeis os meus juízos e os observeis.

Somente o coração novo e compassivo, transformado pelo Espírito santo, poderá externar um amor sincero ao próximo e obedecer integralmente a Deus. O rei Davi sabia perfeitamente disso. Inspirado pelo Senhor, orou: Cria em mim, ó Deus, um coração puro e renova em mim um espírito reto (Salmo 51.10).

Que façamos nossas as palavras de Davi, a fim de que, com um novo coração, consigamos cumprir um dos mais importantes mandamentos que o Senhor nos deu: amar o próximo como a nós mesmos. Isto é mais do que todos os holocaustos e sacrifícios (Marcos 12.33).

E que o nosso Deus nos abençoe grandemente..

Deivid Azevedo!

((Palavra de Vitória 2 - Devocional))

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Os Líderes são modelos de Perseverança


O líder é o ultimo a se entregar; o ultimo a abandonar o barco. O líder se recusa a se render.

______ x ______
Foi simplesmente essa frase que me deixou bastante pensativo num determinado momento do culto... O mais interessante é que ela não foi dita pelo pastor na hora da pregação, ela estava tão somente pregada no mural da minha igreja... E o mais interessante é que quem colocou ela lá fui eu... Não imaginava que algum tempo depois esta pequena frase sobre líder fosse me incomodar tanto... Coloquei esta frase no mural da minha Igreja... Estava sendo o líder dos Jovens até então... E num desses dias, lendo-a, meus olhos encheram de lágrimas... Acho que não tinha dado a real importância para o que ela queria me dizer...  Leia você mesmo:
______ x ______

Que meta ou sonho o inimigo quer que você abandone? Em que área ele está sussurrando em seu ouvido: "Abandona! Nunca você vai conseguir nada!" ? Trata-se do esforço de ler toda a Bíblia em um ano? Ou dessa profissão que você sempre quis exercer? De um sonho? Do seu casamento? De um Ministério na Igreja?

Você precisa seguir em frente!

Um dia satanás fez um bazar e vendeu todas as ferramentas que havia usado durante anos. Num canto, porém, estava uma ferramenta a qual ele dava um valor especial e, por isso, colocou um preço maior do que todas as outras juntas. Na verdade não queria vendê-la. A ferramenta era o desânimo. Ele sabia que essa ferramenta tinha funcionado todas as vezes que ele a tinha usado. Então, ficou com ela.

Talvez ele nunca o engane, nem o tente pela imoralidade, mas, sim, ele pode desanimá-lo. Satanás sabe que um cristão desanimado é um cristão inútil. Quando deixamos que o desânimo vença, é porque desviamos os olhos do Senhor para focar as circunstâncias. Uma vez que Satanás nunca vendeu essa ferramenta, ainda a utiliza nos dias de hoje.

QUANDO NOS DAMOS POR VENCIDOS, O DIABO GANHA.
NÃO SE DÊ POR VENCIDO!!!

Foi esta mensagem que me tocou bastante...
Comecei a questionar: "Eu me dei por vencido? Abandonei o barco? Me rendi?"

RESISTA AO DESALENTO.
SIGA ADIANTE.
NUNCA SE DÊ POR VENCIDO!!!

Esta mensagem foi retirada do livro LIDERANÇA COM PROPÓSITOS, e está disponível para download aqui no Blog da Jubasu...
Eu recomendo a leitura dele....

Espero que estas poucas palavras tenham tocado você, assim como me tocaram...
E que o SENHOR nos abençoe grandemente...

DEIVID AZEVEDO!

domingo, 13 de novembro de 2011

O Poder do Sorriso


O Coração alegre aformoseia o rosto.
Provérbios 15.13

Disse a Dra. Silvia Helena Cardoso, num artigo publicado na Revista Mente e Cérebro: " O sorriso é um dos sinais de comunicação com um sentido universal: ele expressa alegria, felicidade, afeição, gentileza, flerte, zombaria."
Dizem que o rosto mais belo não é necessariamente o que apresenta uma estética perfeita; é aquele que esboça o brilho de um sorriso sincero.
O sorriso é capaz de construir pontes de amizade e de alegrar os nossos dias sombrios. Ele nos faz simpáticos e gera otimismo.
Jó disse: Eu sorria para aqueles que tinham perdido a esperança; o meu rosto alegre lhes dava coragem (Jó 29.24 NTLH). Sorria! Você fará bem a si mesmo e encorajará o seu próximo!
Além disso, sorrir faz bem à saúde, libera endorfina e serotonina, substâncias em nosso organismo responsáveis pela sensação de prazer e felicidade, que proporcionam bem-estar e ativam o sistema imunológico, prevenindo doenças como a depressão e o estresse, diminuindo sensibilidade à dor e a pressão arterial, melhorando a digestão, desintoxicando o organismo e deixando a pele e o rosto mais bonitos. Creio que o nosso querido Pastor Lucélio adoraria dar uma aula sobre isso, mas deixemos para a próxima, rsrs.

Experimente esboçar um lindo sorriso durante os próximos dias. Sorrir é o melhor remédio, é de graça e não tem contra-indicações!

Que Deus te abençoe...

Deivid Azevedo!

((Palavra de Vitória 2 - Devocional))

Queda de Confiança


Como está a sua confiança no SENHOR?

Este foi o vídeo que passei no culto da Juventude (12/11/2011), em uma das minhas visitas à JUBASU..
. . .
Achei muito interessante..
Recomendo.'

Deivid Azevedo!

Deus está Perto


Sou eu apenas Deus de perto, diz o SENHOR, e não também de longe?
Jeremias 23.23

Quando perguntaram ao astronauta russo Yuri Gagarin se ele tinha visto Deus lá em cima, nas alturas, ele respondeu que não. Pouco tempo depois, subiu à estratosfera Gordon Cooper. Quando lhe fizeram a mesma pergunta, ele replicou: "Para ver Deus, não preciso subir ás alturas; levo-o dentro de mim mesmo."
O criador não pode ser visto pelos nossos olhos carnais. Ele é Espirito, habita na luz inacessível (I Timóteo 6.16) e está assentado num alto e sublime trono. Mas o altíssimo também habita, por meio de Seu Espírito, no coração do contrito e abatido de espírito, para vivificá-lo (Isaías 57.15).
O Todo-Poderoso é Deus de perto e Deus de longe. Ele está dentro de cada um de nós e acompanha-nos em todos os momentos, mesmo quando pensamos estar sós neste mundo. Por isso, Davi disse: Para onde me irei do teu Espírito ou para onde fugirei da tua face? (Salmo 139.7).
Quando vierem os pensamentos de solidão e angustia, não podemos esquecer-nos de que o Senhor está sempre ao nosso lado. Ele nunca nos abandona, por mais dificil que seja a situação. Ele mesmo pergunta e consola os Seus filhos: Pode uma mulher esquecer-se tanto do filho que cria, que se não compadeça dele, do filho do seu ventre? Mas, ainda que esta se esquecesse, eu [DEUS], todavia, me não esquecerei de Ti (Isaías 49.15).

Que o Senhor te Abençoe.....

Deivid Azevedo!

((Palavra de Vitória 2 - Devocional))

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

O Filho Pródigo que ficou em Casa



O filho pródigo da parábola narrada por Jesus em Lucas 15:25-30, refere-se ao filho mais moço (15:12), e não ao filho mais velho que ficou em casa. Não obstante, falaremos a respeito deste ultimo.

Pródigo, literalmente significa “dissipador, esbanjador, desperdiçador etc”. O filho pródigo da parábola foi acusado de dissipar sua fazenda, gastar sua herança, abandonar a casa do pai e viver dissolutamente. Seu irmão mais velho, que ficou em casa, não esbanjou seus bens nem abandonou o lar paterno. Porém, tempos depois, sua atitude grosseira tanto para com seu pai como para seu irmão, que voltara arrependido, renunciando até o direito de filho (15:21), demonstra que ele era mais pródigo do que o que deixara o lar.

Os dois filhos pródigos

O irmão mais novo era pródigo por dissipar sua fazenda, sua herança; o mais velho era pródigo por dissipar a oportunidade de demonstrar o seu amor, a misericórdia e o perdão. A sua falta de amor para com o irmão e a desobediência para com o seu pai são provas de sua prodigalidade. O irmão mais moço, pródigo, fora de casa (na igreja). O mais novo, voltando arrependido, pedindo perdão, renunciando os seus direitos para ficar em casa como servo-jornaleiro.

O mais velho, apesar de estar em casa com seu pai (15:13b), assumiu uma posição inflexível e impiedosa diante do irmão que voltara arrependido. “O seu coração não sabia aprecias a graça que espera, anela, recebe e abençoa”. Nem com “bezerros cevados e música divina” ele mudou de atitude diante da volta do irmão. Antes, queria gozar com seus amigos, em detrimento do perdão daquele que estivera ausente.

O filho pródigo que ficou em casa, ao ouvir a música e ver a comida que seu pai havia preparado para comemorar a volta do filho, perguntou aos servos: “Que barulho é este?” Os servos responderam: “Veio teu irmão, e teu pai matou o bezerro cevado, porque o recebeu são e salvo” (v 17). “Meu irmão! Não!” Foi falar com seu pai, e durante a conversa usou o termo ”este teu filho” (v 30). Considerou a música e o banquete desnecessário extravagante. Ora, o momento era de alegria, de perdão, de regozijo. Já pensou que tipo de música bonita não seria aquela que o pai mandou tocar para seu filho que voltava? Porém, o filho mais velho não queria ouvir. Para esse tipo de “filhos pródigos”, a música sacra, “paternal”, não tem valor. Hoje, eles estão querendo ouvir a música profana, diante da qual nossa igrejas estão sendo ameaçadas, por tentarem agradar os “filhos pródigos modernos” que vivem dentro delas.

Dois modelos de crentes

Esses dois tipos de “filhos pródigos” são uma figura dos crentes (irmãos) que temos em nossas igrejas. Uns procurando acertar, reconhecendo seus erros e confessando seus pecados. Outros, justificando-se, cobrando os “serviços prestados” à igreja: “Tenho servido a tantos anos... nunca me deram um cabrito para comer com meus amigos” (v 29). Queixam-se de seus pastores, da igreja onde congregam, vivem sempre a se queixar.

O filho pródigo que ficou em casa é o tipo desses que vivem dentro da igreja confiando em seus próprios méritos, e sempre estão a dizer: “Sirvo aqui durante tantos anos... e nunca me deram um cabrito” (um cargo, uma posição)”. Quase sempre protestam quando a igreja recebe um filho pródigo. O quadro é triste, mas verdadeiro. “Alguns homens não alimentam sentimentos nobre para com seus semelhantes e, por conseguinte, não podem manifestar gozo pela salvação deles”, escreveu certo comentarista da Bíblia. O filho pródigo que saiu de casa viveu no mundo durante muitos anos e esbanjou os seus bens morais e espirituais. Más o importante é que ele voltou à casa paterna, e dele disse o seu pai: “Este meu filho estava morto e reviveu, estava perdido e foi achado” (15:32).

Vejamos agora os motivos que o filho pródigo que ficou em casa apresentou para não receber o seu irmão que havia voltado arrependido: 1) “Nunca me deste um “cabrito” para alegrar-me com meus amigos”, 2) “Mataste o bezerro cevado e tocaste música para ele, e para mim nem um “cabrito”. Sua Filosofia: Não perdoar, não recebê-lo, não fazer festa nem ouvir música. Suadoutrina: O que é meu é meu, e não o compartilho com ninguém.

A doutrina do pai era receber o filho perdido e integrá-lo na família (igreja), com todos os direitos de filho, e dizer-lhe: Filho, o que é meu é teu, e tosas as minhas coisas são tuas” (v 31).

Vejamos a diferença entre os dois filhos pródigos: O primeiro levantou-se e foi ter com seu pai, confessando os seus pecados, sem exigir nada, tão somente a sua admissão como servo (15:19). O segundo indignou-se e não quis entrar para abraçar o irmão, apresentando suas razões egoístas. O pródigo ajunta tudo, leva tudo (15:13,14), más ao voltar nem os amigos o acompanham. Somente o pai levanta-se e corre para abraçá-lo(15:20).

Se você meu irmão é um “irmão mais velho”, é “um que ficou em casa”, não despreze seu irmão quando ele voltar arrependido, confessando os seus pecados. Caso contrário, você será mais um pródigo dentro de casa (igreja), impedindo as bênçãos de Deus sobre sua vida e o direito de seu irmão voltar a ter paz com Cristo e com a igreja (sua casa).


Deivid Azevedo!

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Um Deus que Surpreende


Às vezes nos deparamos com situações em que tudo parece dar errado... Nos sentimos pequenos e incapazes diante de nossos problemas! Mas saiba quando o inferno se levanta para anunciar a sua derrota, um Deus (que foi capaz de dar seu único filho para morrer por nós) se põe de pé e decreta a sua vitória!
Jesus não morreu na cruz para lhe abandonar agora! Ele não desistiu de você e jamais desistirá.
Se grandes são as aflições, maior é o nosso Deus!
Um Deus que muda histórias... Um Deus que nos surpreende... Um Deus que fará acontecer!


O Deus que Surpreende - Davi Sacer
Quando eu acho que entendi o Teu jeito de agir,
Quando eu acho que alcancei os Teus pensamentos,
Outra vez me fazes entender, quão limitado sou,
Me mostrando o que Tu És.

O Deus que surpreende, que me ensina sempre,
Que eu preciso confiar, mesmo sem compreender.
O Deus que surpreende, um dia após o outro,
E faz o sol brilhar pra mim, inédito outra vez.

Quando eu penso ser meu fim, Tu tens um recomeço,
Se esse vaso se quebrar, Tu o fazes novo outra vez..
E me fazes entender,
Quão grande é o Teu amor, por mim mais uma vez.

Eu me rendo a Ti Senhor
Faz prevalecer o Teu querer
Pois tudo o que eu preciso está em Ti...
 
 
Deivid Azevedo!

Tudo que eu tenho é Cristo!


Tudo o que temos é Cristo..
Linda animação...'


Deivid Azevedo!

terça-feira, 25 de outubro de 2011

Encha-se de Deus



A palavra Vaidade significa Vazio. Nós gastamos nossa força em busca daquilo que é vazio, aquilo que não nos preenche. A humanidade é assim, você já percebeu?? Ninguem está satisfeito, sempre queremos mais..
Mais qualificações, mais beleza, mais dinheiro, mais popularidade… O mundo é uma busca infindável por MAIS. E você já parou para pensar que essa busca é uma tentativa de preencher o espaço que está vazio dentro do nosso ser? Existe um espaço em cada um de nós que somente Deus pode preencher. A tentativa de preencher esse espaço com o que existe no mundo é como correr atrás do vento. Nós ficamos cheios de Vazio.
Essa não é a vontade do Nosso Pai. Ele não quer que nós sejamos cheios de Vento, Ele quer que nós sejamos cheios dEle.
Mas, o fato é que, aceitamos a Jesus, nos convertemos, e parece que isso não mudou. A nossa busca aparentemente é diferente, mas nos leva ao mesmo resultado: o vento!! Passamos a buscar tanto o reconhecimento dos nossos líderes, buscamos milagres, conhecimentos teológicos e continuamos cheios de Vento. Não que seja errado buscar a tudo isso, mas essa não é a essência! Nesses dias o Espírito está preparando a noiva de Cristo e Ele clama para que voltemos à Essência! Ele Clama para que nossos olhos se voltem novamente para Deus.
O Senhor está preparando uma geração disposta a buscar a face de Deus. Uma geração que Busca Mais De Deus!!Geração que Recebe Mais De Deus. Geração que não é cheia de vento, mas transborda da Presença de Deus. Uma Geração de Adoradores que adore ao Pai de verdade.
Que o Senhor nos abençoe!
Deivid Azevedo'
Retirado e adaptado do blog Filha do Rei .'

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Tire a Máscara!

     
     Vivemos em uma sociedade de aparência. As pessoas, muitas vezes, ostentam aquilo que efetivamente não são, a fim de conseguir simpatia, aprovação, respeito, enfim, vivem uma dupla realidade: uma que elas fingem, quando há interesse, e outra que é a sua verdade, nem sempre conhecida por todos.

    Essa atitude de mascarar a realidade manifesta-se de várias formas: quando se finge uma situação financeira que não condiz com sua conjuntura econômica, por pensar erroneamente que as pessoas valem pelo que têm e não pelo que são; quando se aparenta uma falsa santidade, escondendo, muitas vezes, o interesse em se exibir ou de obter vantagens indevidas, ou quando se quer preencher a ausência de Deus na vida com tudo que é efêmero, fingindo, às vezes, uma felicidade, que só se alcança realmente aos pés do Senhor.

      A grande verdade, contudo, é que podemos enganar nossos amigos, familiares, talvez, até a nós mesmos, mas nunca esconderemos de Deus quem realmente somos. Deus sabe das nossas verdadeiras intenções e de todos nossos pecados. O senhor já conhece aquilo que nos esforçamos para esconder e queremos que nunca ninguém veja. Diante de Deus, toda máscara cai.

       Quem é realmente você? Deus te conhece. Por que não tiramos as máscaras e vivemos a verdade? Se há algo em nós que nos envergonha ou que nos condena, por que não reconhecemos isso e agimos de maneira diferente? Por que não pedimos perdão e corrigimos nossos erros? Tire a máscara e busque sinceramente ao Senhor enquanto se pode achar, porque Ele pode transformar sua vida em algo novo, belo e verdadeiro.

Fiquem na paz de Cristo Jesus. 
Márcio Montilari. 

sábado, 8 de outubro de 2011

Mordi a maçã... E agora?

Olá Jubasuenses, retirei este post do site Não Morda a Maçã ... Gostei muito e espero que vcs também gostem... Além disso, visitem o site, é muito bom..!!



Vacilei, fiz besteira, viajei, acabei fazendo tudo que eu não queria.
O pior é que amo a Deus e quero agradá-lo. Não é por querer, mas sempre caio, sempre erro, e depois me sinto como o pior ser humano no mundo. Sou um pecador que precisa de misericórdia, dia após dia.
Quem passa por isso levanta a mão.
Não morder a maçã é amar a Deus.
Mas todos nós mordemos a maçã. A culpa não é só de Adão no Éden. A morte veio a todos os homens, porque todos pecaram (Romanos 5:12) . E nós lutamos contra nossa carne diariamente. Não é fácil de ser santo em uma geração corrompida, como Daniel, que decidiu não se tornar impuro com as coisas deste mundo.(Daniel 1:8)
E o que dizer de José? Imagine-o indo dormir em seu quarto, após mais um dia árduo em um país distante de sua casa. Então uma mulher linda vem à sua porta, com o perfume doce e intrigante, aquecendo seu desejo insaciável. E o que ele faz? Ele fecha a porta na cara dela.
Imagine essa cena todos os dias. Quando ele entrava em seu quarto para dormir, esta mulher misteriosa vinha para ele dizendo, “vem pra cama comigo. Estendi sobre o meu leito cobertas de linho fino do Egito. Perfumei a minha cama com mirra, aloés e canela. Venha, vamos nos embriagar de carícias até o amanhecer, vamos desfrutar das delícias do amor!” (Provérbios 7:16-17)

Mas essa não foi a pior tentação de José. Era seu dia-a-dia. (Genesis 39:10)
Agora imagine um dia normal de trabalho, em que José entra na casa para fazer seus deveres, e ali estava aquela mulher, mais sedutora do que nunca. Não havia mais ninguém na casa, e por isso não havia como evitá-la. Ela olha fixamente em seus olhos, e quando ele passa por ela, ela se aproxima vagarosamente, toca seus braços e o abraça por detrás, sussurrando aos seus ouvidos, “vem deitar comigo.”
Ele deixa a túnica do seu corpo e corre para fora da casa.
Que homem.
Esta é uma lição valiosa: fuja da prostituição e faça de tudo para evitá-la, porque sair correndo é sair ganhando.
Mas o grande problema é: como que lidamos quando caímos em tentação?
O que fazer quando vacilamos e pecamos contra Deus?
Mordi a maçã. E agora?
Deus ainda te ama. E nunca deixará de te amar.
Tudo o que Ele deseja é ter um relacionamento contigo. Os pecados nos afastam de Deus, mas existe uma solução para quando pecamos.
“Se, porém, alguém pecar, temos um intercessor junto ao Pai, Jesus Cristo, o Justo.
Ele é a propiciação pelos nossos pecados.” (1 João 2:1)
Não permita que a culpa te domine. Deus não quer nos castigar, e nem quer ver o pecador sofrendo pelos seus pecados. (Ezequiel 33:11) Ele quer te ver vivendo em um Reino de justiça, paz e alegria (Romanos14:17), Ele quer te ver feliz!
Por isso, se quebrante e busque a Jesus como o leproso, dizendo,
“Senhor, se tu quiseres, podes tornar-me limpo.” (Mateus 8:2)
E mesmo que você seja o pior dos pecadores, lembre-se das palavras de Jesus à prostituta acusada de adultério:
“Mulher onde estão aqueles teus acusadores? Ninguém te condenou?” (João 8:10,11)
“Ninguém, Senhor.”
Nem eu também te condeno; vá e não peques mais.

Escrito no site por Matheus Ortega


Deivid Azevedo!

Vitória sobre o Desânimo



Em nossa época há inúmeras coisas que podem nos levar ao desânimo. A situação se agrava quando se acrescentam os problemas pessoais.

Mas Jesus é maior que tudo! Ele nos ama e jamais permitirá que as provações sejam superiores ao que podemos suportar: "Não vos sobreveio tentação que não fosse humana; mas Deus é fiel e não permitirá que sejais tentados além das vossas forças; pelo contrário, juntamente com a tentação, vos proverá livramento, de sorte que a possais suportar" (1 Co 10.13). Como discípulos de Jesus, é importante que aprendamos a assumir uma posição interior oposta às dificuldades logo que elas aparecerem, e não deixemos que elas tomem conta de nós.

Como podemos fazer isso? Levantando bem alto o escudo da fé! Quero acentuar que isso deve ser feito "imediatamente". Em outras palavras: agradeça logo ao Senhor por estar absolutamente protegido e seguro nEle. Se Jesus Cristo tornou-se nosso Salvador e Senhor pessoal, então a cada hora, a cada minuto, estamos seguros e protegidos de verdade. Assim, lemos em Colossenses 3.3: "...porque morrestes, e a vossa vida está oculta juntamente com Cristo, em Deus." Não restam dúvidas nem incertezas!

O profeta Isaías, inspirado pelo Espírito Santo, diz a mesma coisa quando nos apresenta um quadro maravilhoso, para servir de ilustração a essa verdade tão importante: "Acaso pode uma mulher esquecer-se do filho que ainda mama, de sorte que não se compadeça do filho do seu ventre? Mas ainda que esta viesse a se esquecer dele, eu, todavia, não me esquecerei de ti. Eis que nas palmas das minhas mãos te gravei; os teus muros estão continuamente perante mim" (Is 49.15-16). Deus estava em Cristo e nos reconciliou consigo mesmo. Isso aconteceu na cruz do Calvário, onde literalmente fomos gravados nas palmas de Suas mãos! E este mesmo Deus maravilhoso tem nossos "muros" continuamente diante de Si! Ele sabe das nossas limitações, das nossas mudanças de humor e das nossas falhas! Ele conhece nossas ansiedades e angústias. E através de Sua Palavra Ele nos anima, dizendo: "Eu fiz tudo por você porque o amo. Confie em mim! Não fique olhando apavorado ao seu redor – levante seus olhos para mim! Eu sou o Autor e o Consumador de sua fé!"

Segure novamente as mãos traspassadas de Jesus: numa decisão cheia de fé, lance todas as suas angústias sobre Ele, que se preocupa com você e cuida de você: "lançando sobre ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós" (1 Pe 5.7)
(Elsbeth Vetsch –http://www.aPaz.com.br)

Deivid Azevedo!

Posso estar pagando pelos erros dos meus pais?



Um dos grandes problemas de algumas pessoas é a recusa de assumir as suas próprias responsabilidades. Muitos preferem colocar a culpa de suas falhas e de seus problemas nos outros, especialmente nos pais ou nos antepassados. Apesar de ser verdade que podemos receber más influências de nossos pais, a Bíblia é muito clara em afirmar que todos nós temos responsabilidade individual por nossos próprios atos e escolhas. Cada um dará conta de si mesmo a Deus (Romanos 14:12). É fato que minhas atitudes podem influenciar negativamente meus descendentes, mas todos nós temos o privilégio e a responsabilidade de fazermos escolhas de maneira correta. 
Reflexão: - Você já viu alguém que tem tudo na vida desperdiçar suas chances e tornar-se um miserável?
               - Você conhece alguém que teve tudo para ser um fracasso e conseguiu ser um vencedor?
               - O que acontece alguém que procura comodamente culpar os seus pais pelo seu fracasso?
Certamente esta é mais uma forma que as pessoas usam para fugir de suas responsabilidades. Isto é, achar que esteja pagando pelos pecados dos pais ou antepassados. 
É verdade que a Bíblia diz que Deus visita "a iniquidade dos pais nos filhos até a terceira e quarta geração" (Êxodo 20:5). Vamos entender esse texto.
1. A iniquidade está ligada à perversidade, à injustiça. É não reconhecer o direito que Deus tem sobre o que Ele está pedindo que se faça ou não faça.
2. A expressão "terceira e quarta geração" é idiomática e transmite a ideia de continuidade.
3. A quem se aplica? Aos que aborrecem a Deus com o pecado de idolatria. No mesmo versículo o Senhor diz que Ele é "Deus zeloso", que significa "ciumento". Mas não é um sentimentalismo da parte de Deus, mas sim Sua atitude para com aqueles que quebram a aliança ao procurar outros deuses, esquecendo-se que Deus exige exclusividade: "Eu sou o Senhor, este é o meu nome; a minha glória, pois, não darei a outrem, nem a minha honra, às imagens de escultura" (Is 42:8)
Alan Cole lembrou que este mundo pertence a Deus, e estamos envolvidos uns com os outros. Então, qualquer violação da lei de Deus numa geração fatalmente afetará as gerações futuras. Por exemplo: escravidão, exploração, tirania, poluição, imoralidade, etc. O que chamamos de resultados naturais são apenas uma expressão da lei de Deus, punindo a desobediência à Sua palavra (Êxodo - introdução e comentário, Vida Nova).
Não podemos passar a vida culpando os antepassados, mas também não podemos nos esquecer de semear boas coisas aos nossos filhos e futuras gerações.

Retirado do blog Jovens Marcados

Deivid Azevedo!

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Amizade Verdadeira!



Quando se fala de amizade hoje em dia, nota-se que a maioria de pessoas tem dificuldade em criar amizades por falta de confiança. As pessoas estão totalmente envolvidas num sentimento de medo de se entregar a amizade, dando vista aos grandes números de vigaristas que se dão de amigos enquanto tem algo para ganhar.
Uma boa noticia é que ainda existem amigos verdadeiros, e o motivo que os une vai alem de interesses seja de que natureza for, então o que poderia motivar alguém de ter amizade sincera? Uma amizade que mesmo na tristeza não terá duvidas de ser amizade.
Esta motivação só poderia vir de alguém que realmente nos quer bem, não é? E a motivação que une as pessoas numa amizade verdadeira, é fazer parte do Reino de Deus. Quando se fala em amizade cristã tudo fica diferente. Quem tem Jesus no coração tem uns amigos totalmente diferentes e esta diferença não vem de nós e sim do amor de Deus que esta dentro de nós.
Amigo não é só aquele que te levanta mais sim aquele que não te deixa cair. Aprendemos numa das lições passadas que Deus nos criou seres sociais, devemos buscar os relacionamentos uns com outros assim como aprendemos na palavra de Deus em Atos 14.21-22: E, tendo anunciado o evangelho naquela cidade e feito muitos discípulos, voltaram para Listra, e Icónio e Antioquia,
22 Confirmando os ânimos dos discípulos, exortando-os a permanecer na fé, pois que por muitas tribulações nos importa entrar no reino de Deus.
A nossa vida não será só um mar de rosas alem das felicidades teremos de enfrentar provações, tribulações e por isso e importante ter amigos para nos ajudar uns aos outros e lembrar sempre que nos somos a grande FAMILIA DE DEUS: Efésios 2.19: Assim que já não sois estrangeiros, nem forasteiros, mas concidadãos dos santos, e da família de Deus.
Achei este vídeo LEGENDADO da música AMIZADE - 4 por 1..... Muito Liinda...... Vejam!!!





Há amigos mais chegados que um irmão - Provérbios 18.24

Deivid Azevedo!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...