JUBASU: Novembro 2011

terça-feira, 22 de novembro de 2011

Deus não faz nada pela Metade

Ele [Deus] é fiel e justo em tudo o que faz.
Salmo 111.7 (NTLH)

O Senhor nunca faz a obra pela metade. Lembremos da história do cego de Betsaida, registrada em Marcos 8.22-26. Ao chegar naquela cidade, Jesus se deparou com um cego rogando-lhe por sua cura. Na mesma hora, o Filho de Deus impôs Suas mãos sobre aquele homem e perguntou se ele conseguia ver alguma coisa. Logo, obteve como resposta: vejo os homens, pois os vejo como árvores que andam (Mc 8.24). Mais uma vez Jesus tocou aquele cego, sendo ele plenamente curado.

Notemos que o Senhor não se contentou em saber que aquele homem só havia recuperado parte de sua visão. Cristo fez questão de verificar se ele estava enxergando perfeitamente bem. Ao perceber que não, mais uma vez Jesus interveio a favor daquele cego com Suas mãos poderosas.
assim Deus age conosco. Ele não faz nada pela metade! Em filipenses 1.6, Paulo disse: aquele que em vós começou a boa obra a aperfeiçoará até ao Dia de Jesus Cristo.

Não nos deixemos ser levados pela incredulidade ou pelo conformismo, achando que não receberemos a bênção completa do Senhor. ele não descansará até completar a boa obra na vida de Seus filhos.

Deivid Azevedo!

((Palavra de Vitória 2 - Devocional))

Reconhecendo o Erro


Então, disse Davi a Natã: Pequei contra o Senhor.
E disse Natã a Davi: Também o Senhor traspassou o teu pecado; não morrerás.
2 Samuel 12.13

Nesse texto bíblico, há uma importante lição para aqueles que desejam crescer diante de Deus e dos homens. Davi havia cometido um adultério e um homicídio. Confrontado pelo profeta Natã, o rei de Israel reconheceu o seu pecado e pediu perdão a Deus. Foi assim que alcançou perdão e restauração.
Com isso aprendemos que não devemos encobrir os nossos erros nem inventar desculpas para eles. É melhor reconhecer as nossas falhas e aprender com elas, pois só assim teremos credibilidade e alcançaremos a maturidade.
Entretanto, não basta apenas reconhecer os próprios erros, pecados e atos que desagradam a Deus. É preciso confessá-los e deixá-los, a fim de alcançar misericórdia, pois o que encobre as suas transgressões nunca prosperará; mas o que as confessa e deixa alcançará misericórdia (Provérbios 28.13).
Quantos desejam alcançar as misericórdias de Deus, mas querem continuar pecando, errando o alvo! Quantos olham para trás, para sua vida pregressa, e transformam-se em "estátuas de sal", sem vida, como a mulher de Ló (Gênesis 19.26)! Contudo, só os que se humilham aos pés do Senhor em busca do perdão divino, com um coração quebrantado e verdadeiramente arrependido, dispostos a mudas, são levantados por Deus e para uma vida vitoriosa e cheia do espírito Santo. Sejamos, pois, como estes!

Que o Grandioso Deus a quem servimos nos ajude a cada dia termos um coração mais quebrantado, reconhecendo as nossas falhas e erros, e nos humilhando aos seus pés, buscando renovação.

Que Deus nos abençoe.!

Deivid Azevedo!

((Palavra de Vitória 2 - Devocional))

Nunca seremos abandonados por Deus

Porque ele disse: Não te deixarei, nem te desampararei.
Hebreus 13.5

Se em algum momento nos sentirmos sozinhos, desanimados, cansados e emocionalmente esgotados, lembremo-nos da promessa do Senhor: Não te deixarei.
Escrevendo aos cristãos em Corinto, o apóstolo Paulo falou: Em tudo somos atribulados, mas não angustiados; perplexos, mas não desanimados; [...] abatidos, mas não destruídos; trazendo sempre por toda parte a mortificação do Senhor Jesus no nosso corpo, para que a vida de Jesus se manifeste também em nossos corpos (2 Coríntios 4.8-10).
Se buscarmos o Pai e pedirmos que Ele tire do nosso coração toda a ansiedade, todo o medo, toda a tristeza, dando-nos força, paz, alegria, nenhuma aflição, perturbação, enfermidade ou afronta do diabo poderá deter a nossa jornada com Deus.

Que a cada dia nós possamos pedir ao Senhor que nos dê o entendimento necessário para compreendermos que as tribulações são uma oportunidade para aprofundarmos nossas experiências com Ele e provarmos da Sua infinita graça, porque estou certo de que nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as potestades, nem o presente, nem o porvir, nem a altura, nem a profundidade, nem alguma outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus, nosso Senhor (Romanos 8.38,39).

Que o nosso Deus nos cubra de bênçãos e nos faça reconhecer a Sua grandeza em nossas vidas...

Deivid Azevedo!

((Palavra de Vitória 2 - Devocional))

O Preço da Vitória


Esforçai-vos, e animai-vos; não temais, nem vos espanteis diante deles, porque o SENHOR, vosso Deus, é que vai convosco...
Deuteronômio 31.6

Conquistar, vencer, alcançar o sucesso, ser bem-sucedido. Qual de nós não almeja isso? Sempre desejamos o triunfo, o êxito. Isto é natural ao ser humano. É claro que alguns buscam mais, e outros menos. Mas, de uma maneira geral, queremos a realização pessoal.

Agora, pare para pensar: você acha que as vitórias chegam prontas para nós? Claro que não! É bem verdade que, algumas vezes, se for da vontade de Deus, somos presenteados com bênçãos inesperadas, sem fazermos absolutamente nada. No entanto, não podemos tomar isto como regra. Na Bíblia, há vários casos de homens - Davi, Neemias, Paulo - que se esforçaram muito, ousaram, foram determinados, e saíram vencedores, sempre guiados pelo Senhor.
Para obtermos êxito, é preciso estabelecer metas tangíveis e tomar algumas atitudes, pagar um preço. Não é fácil! Dá trabalho, demanda esforço e cansa. É necessário estar disposto a ser perseverante, persistente, não se abater, ter ânimo e fé para ver além das circunstâncias.

O que você tem sonhado? É algo real, coerente, possível, tem fundamento? Use a cabeça, raciocine para escolher os caminhos e os alvos corretos a seguir. Não se esqueça: para alcançar a vitória, é preciso ter coerência nos sonhos e a aprovação e direção de Deus.

Que o Senhor nos abençoe!
Deivid azevedo!

((Palavra de Vitória 2 - Devocional))

terça-feira, 15 de novembro de 2011

Escolhendo Amigos

Em todo o tempo ama o amigo, e na angústia nasce o irmão.
Provérbios 17.17


Deus criou o homem para compartilhar, ajudar, dividir, cooperar.

Construa relacionamentos saudáveis. Aprenda a elogiar as pessoas e a investir nelas. Não deixe que ninguém se aproxime de você triste e vá embora sem se sentir melhor e mais feliz.

Seja a expressão viva do amor de Deus. Permita que haja gentileza no seu olhar, no seu sorriso, nas suas palavras, no seu tom de voz.


Procure colocar-se no lugar dos outros, e não irá magoar as pessoas com tanta facilidade.

Busque amizades sinceras e duradouras. Elas podem ajudá-lo a conhecer-se melhor e a crescer!

Seja sábio e peça sempre ao Senhor para ajudá-lo a escolher suas amizades, porque o seu sucesso depende também de com quem você está associado!

Deivid Azevedo!

((Palavra de Vitória 2 - Devocional))

Coração Compassivo

E vos darei um coração novo e porei dentro de vós um espírito novo..
Ezequiel 36.26


Um homem, sentado perto de uma fogueira, conversava com o seu fiel amigo sobre o modo como os cristãos devem tratar os seus semelhantes: "Você sabe que devemos obedecer à regra áurea ensinada por Jesus Cristo, tratando os outros como gostaríamos que nos tratassem?", perguntou. "Mas isso é impossível!", exclamou o amigo. "Não é! Mas isso só é possível se Deus der ao ser humano um coração novo". Ele se referia à promessa de Deus em Ezequiel 36.26,27: Dar-vos-ei coração novo e porei dentro de vós espírito novo; tirarei de vós o coração de carne. Porei dentro de vós o meu Espírito e farei que andeis nos meus estatutos, guardeis os meus juízos e os observeis.

Somente o coração novo e compassivo, transformado pelo Espírito santo, poderá externar um amor sincero ao próximo e obedecer integralmente a Deus. O rei Davi sabia perfeitamente disso. Inspirado pelo Senhor, orou: Cria em mim, ó Deus, um coração puro e renova em mim um espírito reto (Salmo 51.10).

Que façamos nossas as palavras de Davi, a fim de que, com um novo coração, consigamos cumprir um dos mais importantes mandamentos que o Senhor nos deu: amar o próximo como a nós mesmos. Isto é mais do que todos os holocaustos e sacrifícios (Marcos 12.33).

E que o nosso Deus nos abençoe grandemente..

Deivid Azevedo!

((Palavra de Vitória 2 - Devocional))

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Os Líderes são modelos de Perseverança


O líder é o ultimo a se entregar; o ultimo a abandonar o barco. O líder se recusa a se render.

______ x ______
Foi simplesmente essa frase que me deixou bastante pensativo num determinado momento do culto... O mais interessante é que ela não foi dita pelo pastor na hora da pregação, ela estava tão somente pregada no mural da minha igreja... E o mais interessante é que quem colocou ela lá fui eu... Não imaginava que algum tempo depois esta pequena frase sobre líder fosse me incomodar tanto... Coloquei esta frase no mural da minha Igreja... Estava sendo o líder dos Jovens até então... E num desses dias, lendo-a, meus olhos encheram de lágrimas... Acho que não tinha dado a real importância para o que ela queria me dizer...  Leia você mesmo:
______ x ______

Que meta ou sonho o inimigo quer que você abandone? Em que área ele está sussurrando em seu ouvido: "Abandona! Nunca você vai conseguir nada!" ? Trata-se do esforço de ler toda a Bíblia em um ano? Ou dessa profissão que você sempre quis exercer? De um sonho? Do seu casamento? De um Ministério na Igreja?

Você precisa seguir em frente!

Um dia satanás fez um bazar e vendeu todas as ferramentas que havia usado durante anos. Num canto, porém, estava uma ferramenta a qual ele dava um valor especial e, por isso, colocou um preço maior do que todas as outras juntas. Na verdade não queria vendê-la. A ferramenta era o desânimo. Ele sabia que essa ferramenta tinha funcionado todas as vezes que ele a tinha usado. Então, ficou com ela.

Talvez ele nunca o engane, nem o tente pela imoralidade, mas, sim, ele pode desanimá-lo. Satanás sabe que um cristão desanimado é um cristão inútil. Quando deixamos que o desânimo vença, é porque desviamos os olhos do Senhor para focar as circunstâncias. Uma vez que Satanás nunca vendeu essa ferramenta, ainda a utiliza nos dias de hoje.

QUANDO NOS DAMOS POR VENCIDOS, O DIABO GANHA.
NÃO SE DÊ POR VENCIDO!!!

Foi esta mensagem que me tocou bastante...
Comecei a questionar: "Eu me dei por vencido? Abandonei o barco? Me rendi?"

RESISTA AO DESALENTO.
SIGA ADIANTE.
NUNCA SE DÊ POR VENCIDO!!!

Esta mensagem foi retirada do livro LIDERANÇA COM PROPÓSITOS, e está disponível para download aqui no Blog da Jubasu...
Eu recomendo a leitura dele....

Espero que estas poucas palavras tenham tocado você, assim como me tocaram...
E que o SENHOR nos abençoe grandemente...

DEIVID AZEVEDO!

domingo, 13 de novembro de 2011

O Poder do Sorriso


O Coração alegre aformoseia o rosto.
Provérbios 15.13

Disse a Dra. Silvia Helena Cardoso, num artigo publicado na Revista Mente e Cérebro: " O sorriso é um dos sinais de comunicação com um sentido universal: ele expressa alegria, felicidade, afeição, gentileza, flerte, zombaria."
Dizem que o rosto mais belo não é necessariamente o que apresenta uma estética perfeita; é aquele que esboça o brilho de um sorriso sincero.
O sorriso é capaz de construir pontes de amizade e de alegrar os nossos dias sombrios. Ele nos faz simpáticos e gera otimismo.
Jó disse: Eu sorria para aqueles que tinham perdido a esperança; o meu rosto alegre lhes dava coragem (Jó 29.24 NTLH). Sorria! Você fará bem a si mesmo e encorajará o seu próximo!
Além disso, sorrir faz bem à saúde, libera endorfina e serotonina, substâncias em nosso organismo responsáveis pela sensação de prazer e felicidade, que proporcionam bem-estar e ativam o sistema imunológico, prevenindo doenças como a depressão e o estresse, diminuindo sensibilidade à dor e a pressão arterial, melhorando a digestão, desintoxicando o organismo e deixando a pele e o rosto mais bonitos. Creio que o nosso querido Pastor Lucélio adoraria dar uma aula sobre isso, mas deixemos para a próxima, rsrs.

Experimente esboçar um lindo sorriso durante os próximos dias. Sorrir é o melhor remédio, é de graça e não tem contra-indicações!

Que Deus te abençoe...

Deivid Azevedo!

((Palavra de Vitória 2 - Devocional))

Queda de Confiança


Como está a sua confiança no SENHOR?

Este foi o vídeo que passei no culto da Juventude (12/11/2011), em uma das minhas visitas à JUBASU..
. . .
Achei muito interessante..
Recomendo.'

Deivid Azevedo!

Deus está Perto


Sou eu apenas Deus de perto, diz o SENHOR, e não também de longe?
Jeremias 23.23

Quando perguntaram ao astronauta russo Yuri Gagarin se ele tinha visto Deus lá em cima, nas alturas, ele respondeu que não. Pouco tempo depois, subiu à estratosfera Gordon Cooper. Quando lhe fizeram a mesma pergunta, ele replicou: "Para ver Deus, não preciso subir ás alturas; levo-o dentro de mim mesmo."
O criador não pode ser visto pelos nossos olhos carnais. Ele é Espirito, habita na luz inacessível (I Timóteo 6.16) e está assentado num alto e sublime trono. Mas o altíssimo também habita, por meio de Seu Espírito, no coração do contrito e abatido de espírito, para vivificá-lo (Isaías 57.15).
O Todo-Poderoso é Deus de perto e Deus de longe. Ele está dentro de cada um de nós e acompanha-nos em todos os momentos, mesmo quando pensamos estar sós neste mundo. Por isso, Davi disse: Para onde me irei do teu Espírito ou para onde fugirei da tua face? (Salmo 139.7).
Quando vierem os pensamentos de solidão e angustia, não podemos esquecer-nos de que o Senhor está sempre ao nosso lado. Ele nunca nos abandona, por mais dificil que seja a situação. Ele mesmo pergunta e consola os Seus filhos: Pode uma mulher esquecer-se tanto do filho que cria, que se não compadeça dele, do filho do seu ventre? Mas, ainda que esta se esquecesse, eu [DEUS], todavia, me não esquecerei de Ti (Isaías 49.15).

Que o Senhor te Abençoe.....

Deivid Azevedo!

((Palavra de Vitória 2 - Devocional))

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

O Filho Pródigo que ficou em Casa



O filho pródigo da parábola narrada por Jesus em Lucas 15:25-30, refere-se ao filho mais moço (15:12), e não ao filho mais velho que ficou em casa. Não obstante, falaremos a respeito deste ultimo.

Pródigo, literalmente significa “dissipador, esbanjador, desperdiçador etc”. O filho pródigo da parábola foi acusado de dissipar sua fazenda, gastar sua herança, abandonar a casa do pai e viver dissolutamente. Seu irmão mais velho, que ficou em casa, não esbanjou seus bens nem abandonou o lar paterno. Porém, tempos depois, sua atitude grosseira tanto para com seu pai como para seu irmão, que voltara arrependido, renunciando até o direito de filho (15:21), demonstra que ele era mais pródigo do que o que deixara o lar.

Os dois filhos pródigos

O irmão mais novo era pródigo por dissipar sua fazenda, sua herança; o mais velho era pródigo por dissipar a oportunidade de demonstrar o seu amor, a misericórdia e o perdão. A sua falta de amor para com o irmão e a desobediência para com o seu pai são provas de sua prodigalidade. O irmão mais moço, pródigo, fora de casa (na igreja). O mais novo, voltando arrependido, pedindo perdão, renunciando os seus direitos para ficar em casa como servo-jornaleiro.

O mais velho, apesar de estar em casa com seu pai (15:13b), assumiu uma posição inflexível e impiedosa diante do irmão que voltara arrependido. “O seu coração não sabia aprecias a graça que espera, anela, recebe e abençoa”. Nem com “bezerros cevados e música divina” ele mudou de atitude diante da volta do irmão. Antes, queria gozar com seus amigos, em detrimento do perdão daquele que estivera ausente.

O filho pródigo que ficou em casa, ao ouvir a música e ver a comida que seu pai havia preparado para comemorar a volta do filho, perguntou aos servos: “Que barulho é este?” Os servos responderam: “Veio teu irmão, e teu pai matou o bezerro cevado, porque o recebeu são e salvo” (v 17). “Meu irmão! Não!” Foi falar com seu pai, e durante a conversa usou o termo ”este teu filho” (v 30). Considerou a música e o banquete desnecessário extravagante. Ora, o momento era de alegria, de perdão, de regozijo. Já pensou que tipo de música bonita não seria aquela que o pai mandou tocar para seu filho que voltava? Porém, o filho mais velho não queria ouvir. Para esse tipo de “filhos pródigos”, a música sacra, “paternal”, não tem valor. Hoje, eles estão querendo ouvir a música profana, diante da qual nossa igrejas estão sendo ameaçadas, por tentarem agradar os “filhos pródigos modernos” que vivem dentro delas.

Dois modelos de crentes

Esses dois tipos de “filhos pródigos” são uma figura dos crentes (irmãos) que temos em nossas igrejas. Uns procurando acertar, reconhecendo seus erros e confessando seus pecados. Outros, justificando-se, cobrando os “serviços prestados” à igreja: “Tenho servido a tantos anos... nunca me deram um cabrito para comer com meus amigos” (v 29). Queixam-se de seus pastores, da igreja onde congregam, vivem sempre a se queixar.

O filho pródigo que ficou em casa é o tipo desses que vivem dentro da igreja confiando em seus próprios méritos, e sempre estão a dizer: “Sirvo aqui durante tantos anos... e nunca me deram um cabrito” (um cargo, uma posição)”. Quase sempre protestam quando a igreja recebe um filho pródigo. O quadro é triste, mas verdadeiro. “Alguns homens não alimentam sentimentos nobre para com seus semelhantes e, por conseguinte, não podem manifestar gozo pela salvação deles”, escreveu certo comentarista da Bíblia. O filho pródigo que saiu de casa viveu no mundo durante muitos anos e esbanjou os seus bens morais e espirituais. Más o importante é que ele voltou à casa paterna, e dele disse o seu pai: “Este meu filho estava morto e reviveu, estava perdido e foi achado” (15:32).

Vejamos agora os motivos que o filho pródigo que ficou em casa apresentou para não receber o seu irmão que havia voltado arrependido: 1) “Nunca me deste um “cabrito” para alegrar-me com meus amigos”, 2) “Mataste o bezerro cevado e tocaste música para ele, e para mim nem um “cabrito”. Sua Filosofia: Não perdoar, não recebê-lo, não fazer festa nem ouvir música. Suadoutrina: O que é meu é meu, e não o compartilho com ninguém.

A doutrina do pai era receber o filho perdido e integrá-lo na família (igreja), com todos os direitos de filho, e dizer-lhe: Filho, o que é meu é teu, e tosas as minhas coisas são tuas” (v 31).

Vejamos a diferença entre os dois filhos pródigos: O primeiro levantou-se e foi ter com seu pai, confessando os seus pecados, sem exigir nada, tão somente a sua admissão como servo (15:19). O segundo indignou-se e não quis entrar para abraçar o irmão, apresentando suas razões egoístas. O pródigo ajunta tudo, leva tudo (15:13,14), más ao voltar nem os amigos o acompanham. Somente o pai levanta-se e corre para abraçá-lo(15:20).

Se você meu irmão é um “irmão mais velho”, é “um que ficou em casa”, não despreze seu irmão quando ele voltar arrependido, confessando os seus pecados. Caso contrário, você será mais um pródigo dentro de casa (igreja), impedindo as bênçãos de Deus sobre sua vida e o direito de seu irmão voltar a ter paz com Cristo e com a igreja (sua casa).


Deivid Azevedo!

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Um Deus que Surpreende


Às vezes nos deparamos com situações em que tudo parece dar errado... Nos sentimos pequenos e incapazes diante de nossos problemas! Mas saiba quando o inferno se levanta para anunciar a sua derrota, um Deus (que foi capaz de dar seu único filho para morrer por nós) se põe de pé e decreta a sua vitória!
Jesus não morreu na cruz para lhe abandonar agora! Ele não desistiu de você e jamais desistirá.
Se grandes são as aflições, maior é o nosso Deus!
Um Deus que muda histórias... Um Deus que nos surpreende... Um Deus que fará acontecer!


O Deus que Surpreende - Davi Sacer
Quando eu acho que entendi o Teu jeito de agir,
Quando eu acho que alcancei os Teus pensamentos,
Outra vez me fazes entender, quão limitado sou,
Me mostrando o que Tu És.

O Deus que surpreende, que me ensina sempre,
Que eu preciso confiar, mesmo sem compreender.
O Deus que surpreende, um dia após o outro,
E faz o sol brilhar pra mim, inédito outra vez.

Quando eu penso ser meu fim, Tu tens um recomeço,
Se esse vaso se quebrar, Tu o fazes novo outra vez..
E me fazes entender,
Quão grande é o Teu amor, por mim mais uma vez.

Eu me rendo a Ti Senhor
Faz prevalecer o Teu querer
Pois tudo o que eu preciso está em Ti...
 
 
Deivid Azevedo!

Tudo que eu tenho é Cristo!


Tudo o que temos é Cristo..
Linda animação...'


Deivid Azevedo!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...